30 janeiro, 2008

Asas, para quê?

Agora já ninguém vai querer mais asas.

Sem comentários: