27 agosto, 2010

Noticia para lampiões.

Palavras para quê?


Agora há é que analisar as VERDADEIRAS causas e também as VERDADEIRAS consequências. E não os disparates que para ai vejo.
Deixo apenas uma dica. Qual a razão objectiva para ainda não haver  vídeos (filmes e séries) à venda na iTS para Portugal (e maioria da Europa)????                  




(no seguimento desta noticia.)

20 agosto, 2010

Optimus "inova" forma de negócio e FNAC endoideceu.

(e desconfio que a Vodafone vai fazer o mesmo).

Então eu explico.
Desde que me lembro, nos produtos da Apple por norma quando são renovadas as linhas, mantêm o preço do modelo anterior. Se o modelo anterior continua em comercialização o seu preço é que é reduzido.
Tem sido assim e as raras excepções são mesmo o preço do novo ser inferior ao modelo anterior (guerras de mercado).
Mas atentem bem, a Optimus anunciou ontem que irá começar a comercializar o iPhone 4 dia 27 mas.....
terá um preço cerca de 70 Euros SUPERIOR ao modelo anterior.
Leram bem, SUPERIOR.
E sim, eu sei que não é a Apple que está a comercializar cá o iPhone. Mas francamente.


Pior só a FNAC tem colocado já à venda (dizem eles) mas por ........ 1300 Euros. É só quase o dobro do preço que irá custar dia 27.
Mas reparem.
 Ainda têm a distinta lata de nem sequer investirem em Stock. Quem quiser, encomenda e fica à espera que eles os comprem em França, venha para cá e seja entregue.
Maior desprezo pelos clientes é difícil.

[edit]
Já temos direita a noticia internacional e tudo.

19 agosto, 2010

12 agosto, 2010

Afinal qual será a origem?

Soube à pouco da existencia de um "mapa" mundial com a indicação dos fogos "em curso".
O firemap levou-me a concretizar uma ideia que já tinha.

Reparem bem na imagem e expliquem-me (se conseguirem) qual a razão para a localização dos mesmos "apenas" em Portugal (na Europa) e também o porquê da sua "restrita" localização no Norte do país?



Será que (por ex.) em Espanha já ardeu tudo o que poderia arder? É por isso que lá não há tantos fogos?

Emergência médica???

Será que a aquisição de jantar para os tripulantes de uma viatura do INEM passou a ser considerada uma emergência médica?

Só pode ser essa a explicação para esta falta de civismo de deixar o carro na via publica (vulgo meio da estrada).


Não conheço o plano curricular da formação de condutor deste tipo de veículos, mas uma cadeira de civismo faria muita falta.
No caso de existir, talvez deva ser repensado o seu conteúdo ou a forma de a leccionar.


Será para "contornar" os "filtros" da CIA?