16 março, 2009

Flops tecnológicos?

1-Concorde
Este avião teve apoio e a admiração da «Nasa» e foi considerado em 1969, depois do primeiro voo, o ponto de partida para a nova era das viagens a velocidade supersónica. No entanto, apenas vinte aviões foram construídos e o custo elevado da sua construção transformou uma viagem no Concorde um luxo no lugar de permitir que fosse um meio de transporte de uso frequente. Neste momento os aviões comerciais viajam a metade da velocidade do Concorde.

2- Microondas
Com o seu aparecimento antecipou-se a morte dos fornos tradicionais, mas a impossibilidade de se usarem recipientes metálicos acabou por fazer com que esta invenção se tornasse mais num complemento do forno do que propriamente no seu substituto. Na verdade a «Aga» registou um aumento na vendas de fornos.

3- Bug do Milénio
No final do ano 2000 o caos à volta do «bug do milénio» obrigou alguns governos a investir grandes quantias de dinheiro para corrigir a anomalia informática. A ameaça de um desequilíbrio financeiro causado por um «crash» informático revelou ser uma preocupação em vão.

4- Arranha-Céus
Os arranha-céus ganharam popularidade na Grã-Bretanha depois da Segunda Guerra Mundial. Este tipo de construções, naquele país, surgiram para substituir as casas bombardeadas pelos nazis. Na fase inicial os prédios foram bem recebidos devido ao design apelativo e à fantástica vista. Porém, a falta de manutenção tornou-os em edifícios indesejados pela população britânica.

5- Aterragens na Lua
Depois de Neil Armstrong ter pisado solo lunar, apenas o cientista Harrison Schmitt voltou a andar no satélite da Terra. A partir do ano de 1972 a «Nasa» abandonou as missões na Lua.

6-Robots domésticos
Nos anos 50 havia a crença de que no final do milénio os robots seriam exímios executantes das tarefas domésticas. Em 2009 os robots são essencialmente usados em bases militares, mas ainda assim têm que ser controlados por humanos.

7- Vídeofones
Nos anos 80 a videoconferência era vista como a forma de comunicar do futuro. Nos dias de hoje os telemóveis de terceira geração são usados essencialmente para captar as melhores imagens das saídas nocturnas para depois mostrar as amigos.

8- «Mini»
A «British Motor Corporation» construiu nos anos 60 um carro pequeno mas com estilo e dirigido a todas as classes. Nos quarenta anos que se seguiram os carros tornaram-se maiores e mesmo a nova versão do «Mini» desenvolvida pela BMW é maior do que a primeira.

9- Comboios Magnéticos
Os comboios Maglev eram vistos como um transporte rápido e moderno. Este comboio, que substitui as rodas e os carris e levita ao longo de faixas magnéticas, apenas conseguiu penetrar o mercado japonês e chinês. Considerado um veículo de alta velocidade, ultrapassa o recorde de velocidade atingido por um comboio convencional em apenas 3 milhas.

10- Energia Nuclear
Nos anos cinquenta a energia nuclear era apontada como a grande solução para substituir as energias fósseis. O medo desta forma de energia fomentada por uma alegada falta de segurança acabaram por abrandar o seu estabelecimento.

Esta é a lista dos dez eventos que um grupo de vinte cientistas da «British Science Association» considerou como mais promissores, mas que se revelaram em «flops».

Noticia encontrada em diário IOL

1 comentário:

mbarreto disse...

Bom post :)