14 abril, 2009

Teoria do pão duro.


Devo confessar que esta "teoria do pão duro" é "propriedade" do meu irmão.

E então reza assim.

Partindo do principio que não se devem estragar as coisas e muito menos os alimentos o meu pai amiudemente nos brindava com a seguinte retórica. Devemos aproveitar o pão duro, por exemplo fazendo umas torradas, antes de ganhar bolor e se estragar, pois é estar a desperdiçar comida com tanta fome no mundo.
Em teoria julgo que esta posição não terá contestação.

Mas tem. E foi após algum tempo a lidar com este "aproveitar" que o júnior se saiu com esta.

"Essa tua conversa a única coisa que leva é estar sempre a comer pão duro. Pois ao estar sempre a aproveitar o "pão de ontem" o que hoje está fresco amanha já está duro." "Assim, nunca se come e aprecia o pão fresco que foi pago como tal".

Concluindo, a "teoria" do meu irmão "também" tem todo o sentido.

Lembrei-me desta teoria quando estava para comer uma pêra da fruta que tinha comprado.
Para melhor compreensão informo que aprecio as pêras mais "para o rijo".

Estava eu para escolher uma inter pares para morder e vieram-me à lembrança os ensinamentos parentais.
"Vou comer a mais madura antes que se estrague."
Depois fiquei a pensar. "Assim, a comer pelas mais maduras, nunca vou comer nenhuma no "ponto" que gosto."

Conclusão, foi trincada a mais rija.

No entanto hoje lá tive de comer duas "pro maduras" ao almoço, pois já estavam a ficar "tocadas".

rrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr

3 comentários:

Paula Pereira disse...

LOL!
O melhor nessa questão das pêras mais maduras (eu também prefiro as rijas e verdes), guardo as outras para as saladas de frutas.
Já o pão duro é normalmente aproveitado para uma açorda de marisco... ;)

kincas disse...

Pois....

Mas pêras e maças (por mim) deviam ser proibidas de entras nas saladas de fruta.
E posso avançar que sou um doido por fruta.
Ei nada de confusões com o Pintinho da Costa.

:D

Israel disse...

esse pao da foto parece o
Aeroniero Arurrunie